♥ Meu Oásis de Luz e Paz. ♥ My Oasis of Light and Peace

Meu Oásis / My Oasis

Blog Meu OÁsis

Bem vindo

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

•♥•Meus lamentos •♥• My moans

Na minha caminhada pela vida, tive muitas vitórias e algumas decepções, nada que se chame de trágica. Pois acredito que muitas decepções foram ocasionadas por causa da minha sensibilidade. Choro quando deveria responder, brigar, procuro entender o lado positivo das outras pessoas ou coisas. ♥•.¸¸.•♥ Sempre fui muito sensível, por pouca coisa eu me sinto ofendida. Mas não queria ser assim. Muitas vezes me julgo fraca, quero ser mais destemida ou até grosseira, de acordo com a situação. Quase sempre digo sim, quando, na realidade, gostaria de dizer não, até já li livro sobre isso, mas não se encaixa em mim. Nesse caso, gostaria que o mundo mudasse, mesmo sabendo que a diferente sou eu. Sinto-me uma prisioneira dentro de mim. ♥•.¸¸.•♥ Sei que me revoltar é pecado, quando estou triste, olho para trás e vejo tudo de bom que Deus me deu, desde a infância, uma mãe maravilhosa, irmãos queridos, e muito amados. Depois, uma família que eu amo, que me ama que me faz feliz, que me motivou a seguir em frente, a superar os problemas. ♥•.¸¸.•♥ Fui uma aluna razoável, fui aprovada em todos os concursos públicos que fiz, sempre trabalhei com amor e amava o que fazia. Cuidei da minha amada mãe na sua doença de Lúpus e Alzheimer, como se fosse meu bebê, até o seu falecimento, que me deixou um grande vazio. ♥•.¸¸.•♥ Hoje, aposentada, aparece o Lúpus, sinto que estou me fechando para a vida. Tantos sonhos que deixei de sonhar. Qualquer pessoa pode morrer a qualquer momento, entretanto a sua expectativa de vida poderia ter sido longa. A pessoa com uma doença auto-imune, crônica, é como se sentisse próxima da morte, sem longa expectativa de vida. ♥•.¸¸.•♥ Tenho Lúpus (LES), uma doença auto imune, degenerativa crônica, que gera a degeneração de todo o organismo, envolvendo vasos sanguíneos, tecidos conjuntivos, órgãos internos, visão ( tenho uveíte) de vez em quando principalmente quando tenho algum problema, ansiedade, preocupação, fico sem enxegar, como se tivesse uma núvem branca, mais no olho direito e menos no olho esquerdo. ♥•.¸¸.•♥ Não posso ficar ao sol, pois fico com manchas vermelhas; os meus ossos são fáceis de quebrar, tenho que tomar muito cuidado para não cair, tenho osteorartrites dolorosas, atualmente com duas vertebras da coluna quebradas uma já feito cirurgia, fizeram preenchimento com cimento ósseo, falta a outra; duas hérnias de disco na coluna lombar; dois braços com tendões rompidos, fiz a cirurgia no ombro direito, mas não ficou boa e depois levei um tombo no banheiro e ficou pior; tenho que usar uma cinta para a coluna, caso contrário não consigo ficar muito tempo em pé, nem sentada. ♥•.¸¸.•♥ O meu braço e a minha mão do lado esquerdo, perderam a sensibilidade, sinto como se por dentro corresse um fio-de-luz desencapado, sinto formigamentos, derrubo as coisas se pegar apenas com uma mão, uma ajuda a outra, essa mão esquerda, que não tem sensibilidade e é intrigante, fiquei assim dois meses após o falecimento da minha mãe, há 22 anos, disseram que era compressão do túnel do carpo, fiz a cirurgia, continuou igual. Certa vez, fiz uma tumografia computadorizada da cabeça, o médico neurologista, disse que o problema do meu braço foi um pequeno derrame, mas por um desentendimento do meu marido com enfermeira, não voltei mais, não fiz o tratamento. O meu marido fica nervoso se irrita, eu fico envergonhada . Hoje só vou ao médico acompanhada por minha filha. ♥•.¸¸.•♥ Após uma ressonância magnética constatei, que tenho diverticulite no intestino, por isso, sinto dores no abdomem, me abstenho de alguns alimentos que me fazem mal. Muitas vezes tenho aftas. Sinto muito desânimo. Não saio de casa sozinha, somente acompanhada, por causa da visão, dos tombos e do medo adquirido. No Lúpus temos período de aparente cura.... logo... tudo volta... os remédios são de uso contínuo, até o fim da vida e a maioria tem efeitos colaterais, que vão aumentando o número de problemas. ♥•.¸¸.•♥ Estou escrevendo sobre a minha tristeza, embora goste de escrever para os outros somente coisas positivas, que possam elevar a auto estima, levar uma pequena luz e também palavras de bom aconselhamento. Acredito que todos nós temos que passar por algum sofrimento na vida. Para a purificação do nosso espírito, por isso, não sou revoltada. Mas é estranho saber que eu mesma me ataco, agrido. Com o tempo, vamos até nos acostumando com as dores e a enxergar menos. Temos que ter Fé em Deus para uma melhor aceitação e ter Esperança que o homem possa descobrir uma vacina para essa doença dolorosa, ou um tratamento que tenha cura. Mesmo que seja para as gerações futuras. ♥•.¸¸.•♥ Jussara Fernandes Riveros♥•.¸¸.•♥ ♥•.¸¸•♥•.¸¸.•♥•.¸¸.•♥•.¸¸.•♥•.¸¸.•♥•.¸¸.•♥
In my walk through life, I had many victories and some Disappointments, nothing to call tragic. For I believe that many disappointments were caused by Of my sensitivity. I cry when I should respond, fight, I try to understand the positive side of other people or things. ♥•.¸¸.•♥ I've always been very sensitive, for one thing I feel offended. But he did not want to be like that. Many times I think I'm weak, I want to be more fearless or even coarse, according to the situation. I almost always say yes, when, in fact, I'd like to say no, I've even read the book about it, but it does not fit me. In that case, I would like the world to change, even though I know how different I am. I feel like a prisoner inside me. ♥•.¸¸.•♥ I know that revolting is sin, when I am sad, I look back and see all the good that God has given me, from childhood, a wonderful mother, dear brothers, and much loved. Then a family that I love, that loves me that makes me happy, that motivated me to move on, to overcome the problems. ♥•.¸¸.•♥ I was a reasonable student, I was approved in all the public contests I did, I always worked with love and I loved what I did. I took care of my beloved mother in her Lupus and Alzheimer's disease, as if she were my baby, until her death, which left me a great emptiness. ♥•.¸¸.•♥ Today, retired, appears Lupus, I feel that I am closing to life. So many dreams that I stopped dreaming. Anyone can die at any time, though their life expectancy could have been long. The person with a chronic, autoimmune disease feels like close to death, with no long life expectancy. ♥•.¸¸.•♥ I have lupus (LES), a chronic, autoimmune disease that causes degeneration of the whole body, involving blood vessels, connective tissues, internal organs, vision (I have uveitis) from time to time especially when I have a problem, anxiety, I worry about it, I do not fly, as if I have a white cloud, more in the right eye and less in the left eye. ♥•.¸¸.•♥ I can not stay in the sun, because I have red spots; My bones are easy to break, I have to be very careful not to fall, I have osteorotrites painful, currently with two vertebrae of the spine broken one already done surgery, have filled with bone cement, missing the other; Two disc hernias in the lumbar spine; Two arms with broken tendons, I had surgery on my right shoulder, but it was not good and then I took a tumble in the bathroom and it got worse; I have to wear a strap for the spine, otherwise I can not stand or sit too long. ♥•.¸¸.•♥ My arm and hand on the left side have lost their sensibility, I feel as if I have a bare thread of light inside, I feel tingling, I take things down with only one hand, one hand with another, that left hand , Which has no sensitivity and is intriguing, I was so two months after the death of my mother, 22 years ago, said that it was compression of the carpal tunnel, I did the surgery, it remained the same. I once did a computerized tomography of the head, the neurologist doctor, said the problem with my arm was a small stroke, but because of a disagreement between my husband and a nurse, I did not come back, I did not do the treatment. My husband gets nervous if he gets angry, I get embarrassed. Today I only go to the doctor accompanied by my daughter. ♥•.¸¸.•♥ After a magnetic resonance I realized that I have diverticulitis in the gut, so I feel pain in the abdomen, I abstain from some foods that make me sick. I often have canker sores. I feel very discouraged. I do not leave home alone, only accompanied, because of the vision, the tumbles and the acquired fear. In Lupus we have a period of apparent cure ... soon ... everything comes back ... the remedies are of continuous use until the end of life and most have side effects, which increase the number of problems. ♥•.¸¸.•♥ I am writing about my sadness, although I like to write to others only positive things, that can raise self-esteem, take a small light and also words of good counseling. I believe we all have to go through some suffering in life. For the purification of our spirit, therefore, I am not revolted. But it's strange to know that I attack myself, I'm a bittersweet. Over time, we become accustomed to the pain and to see less. We must have Faith in God for a better acceptance and hope that man may discover a vaccine for this painful disease, or a treatment that has a cure. Even if it is for future generations. ♥•.¸¸.•♥ Jussara Fernandes Riveros ♥•.¸¸•♥•.¸¸.•♥•.¸¸.•♥•.¸¸.•♥•.¸¸.•♥•.¸¸.•♥

Um comentário:

O Amor, o Respeito, a Harmonia geram Paz e Solidariedade.
A Vida é um presente de Deus, Viva-a, Sorria e Ame.
Jussara Riveros